segunda-feira, 7 de maio de 2018

A importância do diagnóstico neuropsicológico


Algumas pessoas passam boa parte da vida tomando decisões que impactam em sua vida pessoal e profissional, influenciadas por questões que vão além de sua percepção. Pessoas com Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), devido ao conjunto de sintomas que compõem as características deste transtorno, podem distorcer, em boa medida, a maneira como o indivíduo relaciona com o mundo e com as pessoas. Essa visão, em certa medida disfuncional, pode causar desconforto e danos para vida. Compreender o que ocorre consigo é um dos caminhos para lidar com estes sintomas. A avaliação neuropsicológica e a conclusão diagnóstica tem relevante importância em esclarecer e orientar os pacientes sobre o porque destes comportamentos e ajudá-lo a ter uma vida com melhor qualidade.

Recentemente o jornal El País publicou um relato de como o diagnóstico correto pode ser benéfico, como pode ser percebido em um trecho da reportagem:

“Com o diagnóstico na mão, olhei para trás e, de repente, muitas peças se encaixaram: que eu falasse pelos cotovelos (saltando de um assunto para outro sem parar); que dissessem aos meus pais que, em vez de uma filha, pareciam ter duas (ou cinco); que me obrigassem a descansar quando viam que estava a ponto de entrar em choque mental depois de um esforço ininterrupto. Até então, nunca havia ligado os pontos. Mas graças ao diagnóstico soube que tudo vinha de uma mesma raiz.”

Para ler a reportagem completa no jornal El País, clique no link: Por causa do TDAH, passei 28 anos me achando desastrada 





Nenhum comentário:

Postar um comentário